Zâmbia abre suas portas para o café brasileiro: uma nova era nas relações comerciais

O anúncio feito pelo governo da Zâmbia, autorizando a importação de café em grão verde (‘Coffea arabica’) do Brasil, foi recebido com entusiasmo pelo governo brasileiro. Essa decisão foi resultado de um meticuloso processo conduzido pelo Ministério da Agricultura zambiano, que concluiu a análise de risco de pragas e estabeleceu regulamentos fitossanitários para essa importação específica.

Com essa aprovação, o Brasil agora tem a oportunidade de exportar café para a Zâmbia, marcando o início de uma nova fase nas relações comerciais entre os dois países. Os procedimentos para iniciar as operações de exportação e importação foram simplificados, podendo ser realizados através da inscrição na Janela Única Eletrônica da Zâmbia (ZESW), disponível online.

Essa abertura de mercado não só beneficia os produtores brasileiros, mas também sinaliza um grande potencial de crescimento econômico para ambos os países. De acordo com dados do International Trade Center, a Zâmbia importa anualmente entre US$ 600 mil e US$ 800 mil em café, sendo que em 2022 os principais fornecedores foram África do Sul, Guiné Equatorial e Botswana.

A autorização para importação de café brasileiro pela Zâmbia representa um marco significativo nas relações bilaterais, fortalecendo os laços entre os dois países. Essa conquista é resultado do trabalho conjunto do Ministério da Agricultura e Pecuária (Mapa) e do Ministério das Relações Exteriores (MRE), evidenciando a eficácia da cooperação entre diferentes setores do governo brasileiro.

Avalie o Post post

Mostre mais

Deixe um comentário

Botão Voltar ao topo