Hecad comemora o primeiro aniversário da cirurgia de separação bem-sucedida das gêmeas Valentina e Heloá

Nesta segunda-feira (22/01), o Hospital Estadual da Criança e do Adolescente (Hecad) celebrou o primeiro aniversário da cirurgia de separação das gêmeas Valentina e Heloá, destacando o reconhecimento aos profissionais de saúde que desempenharam um papel fundamental no procedimento. A diretora-geral do Hecad, Mônica Costa, enfatizou a importância de honrar e valorizar aqueles que, com sua experiência, garantiram não apenas a saúde e o bem-estar de Valentina e Heloá, mas também de todos os pacientes do hospital.

Um ano após a realização dessa cirurgia altamente complexa, as irmãs já estão caminhando independentemente, se alimentando normalmente e apresentam um desenvolvimento neurológico adequado para a idade. O pai das gêmeas, Fernando de Oliveira, compartilhou sua gratidão pela oportunidade de receber todo o tratamento pelo SUS, testemunhando o excelente estado de saúde de suas filhas. Ele descreveu essa experiência como uma bênção que transformou a realidade de sua família.

Valdirene Prado, mãe das siamesas, expressou seu agradecimento à equipe do Hecad e enfatizou o papel crucial do suporte multiprofissional do hospital. Durante o evento, mais de 50 profissionais de saúde de diversas áreas foram homenageados com certificados de reconhecimento emitidos pela Câmara dos Deputados.

O cirurgião pediátrico Zacharias Calil, que liderou a equipe médica, destacou a recuperação surpreendente e o desenvolvimento notável das gêmeas. Ele enfatizou que o caso de Valentina e Heloá se destaca pelo resultado positivo alcançado em um curto período de tempo, elogiando a independência e a autonomia conquistadas pelas irmãs após a cirurgia.

O médico ressaltou a importância da equipe e descreveu os profissionais como heróis que enfrentaram um desafio sem precedentes, oferecendo duas chances de felicidade onde havia apenas uma.

Para relembrar o caso, Valentina e Heloá nasceram unidas por várias partes do corpo, incluindo tórax, abdômen, bacia, fígado, intestino e genitálias. A separação bem-sucedida ocorreu em janeiro de 2023, após uma cirurgia que durou mais de dez horas. Além da separação, o Hecad também realizou outros procedimentos, como a implantação de expansores de pele, acompanhamento psicológico e neurológico pediátrico, além de fisioterapia. As irmãs receberam alta 51 dias após a cirurgia e continuam seu tratamento na unidade de saúde.

1/5 - (1 vote)

Mostre mais

Deixe um comentário

Botão Voltar ao topo