Governo Estadual e municípios planejam ações para acabar com os lixões

Em uma mobilização sem precedentes, mais de 450 lideranças entre gestores estaduais e municipais se congregaram sob a égide do “Programa Lixão Zero”, com o objetivo de estabelecer um cronograma decisivo para a erradicação dos lixões no estado de Goiás. Esta iniciativa, liderada pela Secretaria do Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável de Goiás (Semad), ganhou destaque durante uma transmissão ao vivo realizada na terça-feira (30/01), focalizando o decreto 10.367/2023 que visa o término dos lixões até 02 de agosto de 2024, conforme estipula o Plano Nacional dos Resíduos Sólidos.

Andréa Vulcanis, secretária da Semad, e Kaoara Batista, superintendente de Desenvolvimento Sustentável e Resíduos Sólidos, conduziram a apresentação, enfatizando a importância da cooperação mútua entre o governo estadual e as prefeituras para alcançar este objetivo ambicioso. Vulcanis destacou a necessidade de esforço conjunto para que Goiás se torne referência na transição para práticas ambientais sustentáveis. A live atraiu um pico de mais de 470 participantes, refletindo o alto engajamento e comprometimento dos municípios com o programa.

Haroldo Naves, presidente da Federação Goiana dos Municípios (FGM), e Carlão da Fox, presidente da Associação Goiana dos Municípios (AGM), expressaram seu apoio ao programa, ressaltando a importância da parceria com a Semad para facilitar essa transição sem maiores complicações para as cidades envolvidas.

O “Programa Lixão Zero” é dividido em duas etapas principais: a fase de transição, que exige que todos os municípios adotem medidas imediatas para a correta destinação dos resíduos sólidos e a redução do volume destinado a aterros; e a fase definitiva, que promoverá uma solução regionalizada para a disposição ambientalmente correta dos resíduos, incluindo a implementação de aterros licenciados e a reabilitação de áreas afetadas pelos antigos lixões.

Além disso, é mandatório que cada município introduza o serviço de coleta seletiva até meados de junho de 2024, com metas de aumento progressivo na recuperação de materiais recicláveis. Este é um passo crucial para o sucesso do programa e para o cumprimento das metas de sustentabilidade ambiental.

Na etapa final, a parceria entre o Estado e os municípios garantirá a implementação de soluções eficazes para a gestão de resíduos, marcando o fim da era dos lixões em Goiás e estabelecendo um marco na gestão ambiental responsável.

Avalie o Post post

Mostre mais

Deixe um comentário

Botão Voltar ao topo