Jornal Ver7 – Mais de 120 mil animais foram imunizados contra Peste Suína Clássica em Alagoas

A segunda etapa da campanha de vacinação contra a Peste Suína Clássica (PSC) imunizou mais de 120 mil suínos, distribuídos em quase seis mil propriedades rurais do estado de Alagoas. A iniciativa ocorreu nos meses de março e abril e atingiu a meta planejada de animais a serem vacinados.

A campanha faz parte do projeto piloto de implantação do Plano Estratégico Brasil Livre de Peste Suína Clássica (PSC) em Alagoas, lançado em 2021, pelo Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa). O investimento para a realização do projeto piloto conta com recursos público e privado, que somam quase de R$ 3 milhões.

As vacinas aplicadas foram doadas pela Zoetis Indústria de Produtos Veterinários LTDA e a aplicação foi realizada por 65 vacinadores contratados pela iniciativa privada. O Mapa fez a fiscalização e a auditoria do processo.

A PSC, também conhecida como febre suína, é uma doença viral, altamente contagiosa e que afeta somente suínos domésticos e asselvajados. Não é transmissível a humanos. Os principais sintomas nos animais são febre alta, lesões avermelhadas na pele, conjuntivite, falta de apetite, fraqueza, diarreia e aborto.

Além de Alagoas, outros dez estados fazem parte da zona não livre da doença, sendo eles Amapá, Amazonas, Ceará, Maranhão, Pará, Paraíba, Pernambuco, Piauí, Rio Grande do Norte e Roraima.

Projeto piloto em Alagoas

Com o objetivo de erradicar a Peste Suína Clássica (PSC) nos estados que compõem a Zona Não Livre do Brasil, o Mapa, em parceria com os setores público e privado, vem realizando o projeto piloto de implantação do Plano Estratégico Brasil Livre PSC em Alagoas.

Segundo o diretor do Departamento de Saúde Animal, Geraldo Moraes, “a suinocultura em Alagoas representa importante fonte de renda e de proteína animal para as populações locais, sobretudo, para os pequenos produtores rurais em situação de vulnerabilidade socioeconômica, que praticam, em sua maioria, a criação de suínos de forma não tecnificada”.

A iniciativa visa identificar as limitações e reunir elementos para entendimento dos problemas surgidos, de forma a subsidiar o planejamento e gestão de ações para erradicação da PSC nas áreas não livres existentes no território nacional.

“Conhecer e analisar aspectos da suinocultura local auxilia os técnicos no entendimento dos problemas sanitários, fornecendo subsídios para o desenvolvimento de estratégias específicas de enfrentamento do problema. Portanto, os resultados do projeto piloto do Plano Estratégico Brasil Livre de PSC em Alagoas serão importantes para um planejamento efetivo e para o direcionamento e gestão de ações com objetivo de erradicar a PSC no país, dentro de uma parceria entre os setores público e privado”, destaca Moraes.

Instituições parceiras

Apoiaram a segunda etapa de vacinação contra a PSC em Alagoas:

  • Allflex Livestock Intelligence – MSD
  • Associação Brasileira de Proteína Animal – ABPA
  • Associação Brasileira das Empresas de Genética de Suínos – ABEGS
  • Associação Brasileira dos Criadores de Suínos – ABCS
  • Associação Brasileira de Reciclagem Animal – ABRA
  • Associação de Criadores de Suínos do Rio Grande do Sul – ACSURS
  • Associação dos Criadores de Alagoas – ACA
  • Associação dos Criadores de Suínos de Mato Grosso – ACRISMAT
  • Associação dos Suinocultores de Minas Gerais – ASEMG
  • Associação Goiana de Suinocultores – AGS
  • Associação Sul-matogrossense de Suinocultores – ASUMAS
  • Confederação Nacional de Agricultura e Pecuária do Brasil – CNA
  • Federação da Agricultura e Pecuária no Estado de Alagoas – FAEAL
  • Fundo de Defesa Sanitária do Estado de Minas Gerais – FUNDESA
  • Fundo de Desenvolvimento da Pecuária do Estado do Pará – FUNDEPEC/PA
  • Fundo de Desenvolvimento e Defesa Sanitária Animal do Rio Grande do Sul – FUNDESA
  • Fundo de Sanidade e Desenvolvimento da Suinocultura Mato-Grossense – FSDS
  • Fundo para o Desenvolvimento da Agropecuária do Estado de Goiás – FUNDEPEC/GO
  • Fundo Privado de Desenvolvimento Agropecuário do Estado do Tocantins – FUNDEAGRO
  • Fundo Emergencial de Saúde Animal do Estado de Mato Grosso – FESA
  • Instituto Interamericano de Cooperação para a Agricultura – IICA
  • MSD Saúde Animal
  • Organização das Cooperativas do Brasil – OCB
  • Organização das Cooperativas do Paraná – OCEPAR
  • Serviço Nacional de Aprendizagem Rural – SENAR
  • Sindicato da Indústria de Carnes e Derivados no Estado do Paraná – SINDICARNE/PR
  • Sindicato das Indústrias da Carne e Derivados no Estado de Santa Catarina – SINDICARNE/SC
  • Sindicato Nacional da Indústria de Produtos para Saúde Animal – SINDAN
  • Zoetis Indústria de Produtos Veterinários Ltda

 

Informação: MAPA

Mostre mais

Deixe um comentário

Botão Voltar ao topo