BrasilDestaqueManchetesSaúde

Jornais de Goiás – Pesquisadores da UnB sofrem ataques virtuais por estudar eficácia da Cloroquina

Cerca de 70 pesquisadores da UnB, Universidade de Brasília, que estão à frente da pesquisa chamada por eles de Clorovid-19, têm sofrido diversos ataques virtuais. O objetivo desse estudo é testar a eficácia e a segurança da Cloroquina e da Hidroxicloroquina no tratamento de pacientes com o novo coronavírus.

As ofensas e insultos têm acontecido nas redes sociais dos profissionais e são feitas tanto por quem apoia o novo tratamento, quanto por quem não concorda. Esses ataques começaram assim que o grupo de trabalho foi criado na UnB, em abril.

Entre os pesquisadores estão o professor Gustavo Sierra Romero, diretor da Faculdade de Medicina da UnB e o professor Marcos Vinicius Guimarães de Lacerda, pesquisador da Fundação Osvaldo Cruz no Amazonas e egresso da Universidade.

Acompanhe mais informações com a repórter Beatriz Albuquerque.

Tags
Mostre mais

# EBC

EBC

Deixe uma resposta

Botão Voltar ao topo
Fechar