BrasilDestaqueManchetesSaúde

Jornais de Goiás – Ocupação de leitos de UTI em Minas Gerais chega a 90%

Com 720 mortes e quase 30 mil casos confirmados para o novo coronavírus, o estado de Minas Gerais pode entrar em colapso com aumento dos casos da doença. No dia (23), a ocupação dos leitos de UTIs na rede pública ficou em 90%.

Em Uberlândia, no Triângulo Mineiro dos leitos de UTI, a cidade tem 98% da ocupação dos leitos. Em Belo Horizonte, a ocupação dos leitos de UTI já é de 83%. Em Ipatinga, já existe superlotação dos leitos destinados para a doença, com 110% de ocupação.

As regiões nordeste e leste de Minas já não têm mais vagas de UTI para tratamento da doença.

Em entrevista coletiva, o Secretário de Saúde de Minas, Carlos Eduardo, afirmou que o estado não vai obrigar as prefeituras a decretarem o fechamento total, o lockdown.

Carlos Eduardo ainda disse que o estado tem baixa testagem porque recebeu poucos insumos do Ministério da Saúde, levando a testar apenas o público prioritário.

O governo diz que o momento deve levar a aumentar a testagem no estado, que tem mais de 18 milhões de habitantes. Apenas 33 mil pessoas foram testadas em laboratório. O número de testes rápidos já realizados não foi divulgado pela Secretaria de Saúde.

Segundo o Ministério da Saúde, foram distribuídos 165 mil testes laboratoriais e 780 mil testes rápidos para Minas Gerais.

A Secretaria de Saúde afirmou que ainda há leitos na rede pública da capital que podem ser abertos antes de inaugurar o hospital de campanha montado no Centro de Convenções do governo em abril.

Dos 853 municípios de Minas Gerais, 640 já tiveram casos confirmados da Covid-19. Desses, 193 já registraram mortes para a doença.

Mostre mais

# EBC

EBC

Deixe uma resposta

Botão Voltar ao topo