Jornal Ver7 – Sindicatos anunciam ação coletiva contra Vale, que diz estar aberta ao diálogo

Os sindicatos que representam trabalhadores vítimas do rompimento da barragem da Vale em Brumadinho (MG), em janeiro, disseram que vão impetrar nesta terça-feira uma ação trabalhista coletiva contra a mineradora, pedindo reparações para as famílias dos mortos, bem como para os sobreviventes da tragédia.

O colapso da barragem da mina do Córrego do Feijão deixou quase 300 mortos e desaparecidos, além de provocar grandes estragos ambientais.

Entre os sindicatos que anunciaram a ação estão o dos Trabalhadores nas Indústrias da Extração de Ferro e Metais Básicos de Brumadinho e Região (Metabase Brumadinho), o dos Trabalhadores da Construção Pesada de Minas Gerais (Siticop-MG) e o dos Empregados das Empresas de Refeições Coletivas de Minas Gerais (Seerc-MG).

A Federação dos Trabalhadores das Indústrias da Construção e do Mobiliário do Estado de Minas Gerais (FETICOM) também entrará na ação coletiva.

Procurada para comentar o assunto, a Vale informou que não foi notificada sobre ação trabalhista coletiva.

“A empresa esclarece que sempre esteve aberta ao diálogo com os sindicatos e que já participou de diversas reuniões com seus representantes. A Vale segue prestando assistência aos familiares dos empregados falecidos ou desaparecidos”, afirmou a companhia.

Avalie esta postagem

# Reuters

Reuters

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo