DestaqueMagazineManchetesModa

Jornal VER7 – Hepburn e Givenchy, a amizade que mudou de moda

O designer francês Hubert de Givenchy e a atriz americana Audrey Hepburn trabalharam juntos por mais de 40 anos.

A sua era uma das mais lindas amizades da história da moda – ainda assim a parceria duradoura entre a estrela de cinema Audrey Hepburn e o estilista Hubert de Givenchy quase nunca aconteceu.

O criador francês aristocrático, cuja morte aos 91 anos foi anunciado segunda-feira, primeiro se recusou a se vestir com a jovem atriz belga quando se conheceram em 1953, disse ele à AFP.

Só quando ela o levou para jantar e encantou ele, ele caiu.

“Quando Audrey veio até mim pedir-me para vestir-se para o filme ‘Sabrina’, não sabia quem era e pensei que era Katharine Hepburn”, disse ele.

“Então ela chegou, tão graciosa, jovem e borbulhante e vestida como uma jovem seria hoje”, disse ele sobre ela dois anos atrás, como uma exposição sobre sua amizade, “Para Audrey com amor”, abriu na capital holandesa, The Haia.

“Ela estava usando calças de algodão, bailarinas e uma camiseta revelando seu barriga, com um chapéu gôndola veneziano na mão”, lembrou ele.

Tendo apenas lançado seu próprio rótulo no ano anterior, “não estava em posição de assumir um guarda-roupa tão grande para ‘Sabrina’ e eu disse a ela que não podia vesti-la”, dizendo que ele não tinha o suficiente “petites mains “costureiras em seu estúdio.

Mas Hepburn não aceitou nenhuma resposta, e convidou-o a jantar, “o que foi realmente surpreendente para uma jovem mulher bem-educada a fazer naqueles dias”.

– Presente final –

Então, ao longo da refeição, Givenchy, que tinha apenas dois anos de idade, caiu sob seu encanto e acabou pedindo que ela voltasse para o estúdio de Paris na manhã seguinte.

“Ela me persuadiu e o quão sábio eu deveria aceitar”, disse Givenchy à AFP.

Oposta a Humphrey Bogart e William Holden em “Sabrina” Hepburn usava um vestido de bola de marfim Givenchy com flores bordadas pretas que caiu na história do cinema.

A partir daí, pediu ao designer que fizesse todas as roupas para seus filmes, e em 1954, o ano “Sabrina” foi lançado, ela usava um dos vestidos de Givenchy para aceitar sua melhor atriz Oscar por “Roman Holiday”.

“O estilo de Audrey veio com uma silhueta realmente diferente, realmente do momento”, disse Givenchy sobre a sua musa, que ele vestiu até a morte em 1993.

Sua amizade foi baseada em muito mais do que roupas, e Givenchy disse que nunca tentou convencê-la a usar nada além de “o que ela gostou e o que ela poderia usar”.

“É a única roupa em que sou eu. Ele é muito mais que um couturier, ele é um criador de personalidade”, disse Hepburn sobre sua amiga, que estava à beira da cama ao final de sua vida na Suíça.

Naqueles dias finais, ele lhe deu um casaco acolchoado da Marinha, dizendo: “Quando você é infeliz, use isso e isso lhe dará coragem”.

Jornal VER7 – Hepburn e Givenchy, a amizade que mudou de moda
5 (100%) 1 vote
Tags

# Fabiana

Fabiana é jornalista.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *