DestaqueEconomiaManchetes

Jornal VER7 – EUA impõem sanções aos aliados oligárquicos de Putin

Os atingidos pelas novas sanções dos EUA incluem o magnata dos metais Oleg Deripaska, descrito como operando para o governo russo.

Na sexta-feira, os Estados Unidos impuseram sanções a sete oligarcas russos acusados ​​de apoiar e lucrar com os esforços do presidente Vladimir Putin para minar as democracias ocidentais.

Altos funcionários dos Estados Unidos descreveram os ricos empresários internacionais como membros do “círculo interno” de Putin e disseram que qualquer ativo que detenham em áreas sob jurisdição dos EUA pode ser congelado.

Os atingidos pelas sanções incluem o magnata dos metais Oleg Deripaska, descrito como operando para o governo russo, bem como Alexei Miller, diretor do gigante de energia estatal Gazprom.

Ao todo, o governo do presidente Donald Trump teve como alvo sete oligarcas, 12 empresas que possuem ou controlam, 17 altos funcionários russos e uma empresa estatal de exportação de armas.

“Os Estados Unidos estão tomando essas medidas em resposta à totalidade do padrão contínuo e cada vez mais descarado de atividade maligna do governo russo em todo o mundo”, disse uma autoridade.

“Isso incluiu a ocupação da Crimeia, a instigação da violência no leste da Ucrânia, o apoio ao regime de Assad na Síria … e a contínua atividade cibernética maliciosa”, disse a autoridade.

“Mas o mais importante é que isso é uma resposta aos contínuos ataques da Rússia para subverter as democracias ocidentais”.

As medidas foram tomadas sob uma lei dos EUA aprovada para punir a Rússia por sua suposta tentativa de interferir na eleição presidencial dos EUA, envolver-se na guerra cibernética e intervir na Ucrânia e na Síria.

Mas o anúncio de sexta-feira também aconteceu quando Washington e seus aliados enfrentam uma nova crise diplomática com o Kremlin sobre a tentativa de envenenamento de um ex-agente duplo russo em solo britânico.

Trump, a contragosto, sancionou a Advocacia Americana Contra Adversários Através da Lei das Sanções (CAATSA) em agosto do ano passado, apesar de argumentar que seus termos eram “seriamente falhos”.

O presidente contestou por muito tempo a idéia de que os supostos esforços de propaganda e espionagem da Rússia o levaram à vitória na eleição e por muito tempo buscaram melhores relações com Putin.

Mas o Congresso, apoiado por evidências de agências de inteligência dos EUA, persistiu e, em março, a administração finalmente impôs sanções a 19 entidades russas por “ataques cibernéticos maliciosos”.

Paralelamente, e para a fúria de Trump, o ex-chefe do FBI, Robert Mueller, foi empoderado como promotor especial para investigar alegações de conluio entre a campanha do presidente e a Rússia.

Até agora, Mueller indiciou 19 pessoas, incluindo 13 cidadãos russos, e relatos sugerem que ele está perto de pedir para entrevistar o próprio Trump.

Autoridades dos EUA confirmaram que sua ação contra os oligarcas estava relacionada, em parte, à interferência da Rússia na política dos EUA, mas enfatizaram a natureza mais ampla de suas preocupações.

“O governo russo opera pelo benefício desproporcional dos oligarcas e das elites do governo”, disse o secretário do Tesouro, Steven Mnuchin.

“Os oligarcas e elites russos que lucram com esse sistema corrupto não serão mais isolados das conseqüências das atividades desestabilizadoras de seu governo.”

Jornal VER7 – EUA impõem sanções aos aliados oligárquicos de Putin
5 (100%) 1 vote
Tags

# Roberto

Roberto é colunista.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *