CiênciaDestaqueManchetes

Jornal VER7 – Cientistas indianos perdem contato com satélite

Espectadores assistem quando o satélite de comunicações GSAT-6A é lançado.

A agência espacial nacional da Índia perdeu contato com um satélite dias depois de ter sido lançada em órbita com muita fanfarra, disseram autoridades no domingo.

A Organização de Investigação Espacial da Índia (ISRO) perdeu a comunicação com o satélite GSAT-6A quando se preparava para realizar a sua terceira e última manobra orbital no sábado.

“Estão sendo feitos esforços para estabelecer a ligação com o satélite”, disse a ISRO em um comunicado.

O satélite – um modelo indígena que pesa mais de 2.000 toneladas – foi projetado para melhorar as comunicações para as forças armadas.

Foi lançado a partir do estado sulista de Andhra Pradesh, na quinta-feira.

O programa espacial é uma fonte de muito orgulho na Índia e uma conquista que destaca seu surgimento como uma potência em ascensão e uma grande economia mundial.

O primeiro-ministro Narendra Modi saudou o lançamento na quinta-feira, dizendo estar “orgulhoso do @isro por levar a nação a novos patamares e a um futuro melhor”.

O lançamento foi visto como mais uma pena para os cientistas da ISRO, que venceram a corrida da Ásia até Marte em 2014, quando uma espaçonave indiana alcançou o Planeta Vermelho com um orçamento apertado.

Esse feito poliu a reputação da Índia como uma opção confiável de baixo custo para a exploração espacial, com seu preço de US $ 73 milhões drasticamente reduzindo a Maven Mars da NASA em uma missão de US $ 671 milhões.

Em fevereiro do ano passado, a Índia colocou um recorde de 104 satélites em órbita de um único foguete, superando a Rússia, que lançou 39 satélites em uma missão em junho de 2014.

Mas o programa espacial indiano também foi arruinado pelos fracassos, mais recentemente em agosto do ano passado, quando a missão de lançar um satélite de navegação de backup sofreu uma grande falha técnica.

Jornal VER7 – Cientistas indianos perdem contato com satélite
5 (100%) 1 vote
Tags

# Roberto

Roberto é colunista.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *