BrasilDestaqueEconomiaGoiâniaGoiásManchetes

Jornal de Goiás – Sindicatos dizem que Mourão sinaliza discussão ampla sobre planos para Eletrobras

O vice-presidente Hamilton Mourão sinalizou que não vê clima para a privatização da Eletrobras neste ano e apontou que concordaria com uma discussão ampla sobre o tema, segundo representantes de sindicatos do setor elétrico que estiveram reunidos com o general no Palácio do Planalto na véspera.

O governo do presidente Jair Bolsonaro tem avaliado uma proposta de realizar uma capitalização da elétrica por meio da emissão de novas ações, o que poderia reduzir a participação do governo na empresa a uma posição minoritária.

Os planos foram herdados do governo anterior, do Michel Temer, mas no início deste mês um secretário do Ministério da Economia afirmou que o modelo de desestatização pode ter mudanças, o que inclusive possibilitaria arrecadação maior para o governo do que os 12,2 bilhões de reais previstos antes com a transação.

O Coletivo Nacional dos Eletricitários (CNE) disse que apresentou na audiência com Mourão documentos com argumentos contrários à privatização da elétrica, com justificativas técnicas e políticas.

“O General Mourão por fim disse que de fato não vê um clima para privatização nesse ano, e que concorda com a discussão ampla do tema, se colocando a fazer as interlocuções que se fizerem necessárias”, afirmou o CNE em boletim.

Dentre os argumentos apresentados, o CNE ressaltou que uma das justificativas para a privatização das empresas estatais federais é que elas consomem recursos do Estado, o que segundo o grupo não seria verdade no atual caso da Eletrobras.

“Apesar do aporte da União de 3 bilhões de reais feito em 2016, a Eletrobras gera significativos recursos para na forma de dividendos. Entre 2008 e 2014 a União recebeu cerca de 7 bilhões de reais de dividendos da Eletrobras (14,7 bilhões de reais em valores corrigidos pela taxa Selic)”, afirmou o CNE.

“Este valor é maior do que o proposto com a capitalização. Para 2019 está previsto o pagamento de cerca de 600 milhões de reais em dividendos para a União.”

Segundo os sindicalistas, Mourão ouviu os argumentos e mostrou que teria algumas opiniões em comum com os trabalhadores. Também se comprometeu a analisar todos os documentos recebidos.

Procurada, a Vice-Presidência não respondeu imediatamente a pedidos de comentários.

O Ministério de Minas e Energia tem afirmado que apresentará um novo modelo para a operação de capitalização da Eletrobras em junho.

Enquanto isso, diante das atuais incertezas relacionadas à operação, eventuais receitas a serem arrecadadas com a venda da Eletrobras foram retiradas do relatório de receitas e despesas da União.

Avalie esta postagem
Tags

# Reuters

Reuters

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo