Jornal de Goiás – Festival de cinema de Cannes promete impulso de paridade para as mulheres

Atrizes femininas, incluindo Salma Hayek Pinault, vestindo verde mar, e Sofia Boutella, à sua esquerda, protestam contra a falta de cineastas homenageadas no festival de Cannes

O festival de cinema de Cannes assinou na segunda-feira uma carta prometendo pressionar pela paridade entre homens e mulheres até 2020.

O maior festival do mundo também prometeu ser mais transparente em seu processo de seleção depois de enfrentar anos de críticas sobre a falta de mulheres diretores em sua principal competição.

Estrelas de Hollywood, incluindo Kristen Stewart, Salma Hayek e Cate Blanchett – que lidera o júri de Cannes este ano – lideraram um protesto de atrizes, produtoras e mulheres diretores no tapete vermelho no sábado pedindo a igualdade na indústria.

Apenas 82 diretores do sexo feminino disputaram o maior prêmio da Palme d’Or desde 1946, em comparação com quase 1.700 diretores do sexo masculino.

E apenas um ganhou – Jane Campion por “The Piano” em 1993.

Este ano, apenas três dos 21 diretores da corrida são mulheres.

Mas o diretor de Cannes, Thierry Fremaux, e os chefes das seções Paralismas da Semana e da Crítica da Directors prometeram segunda-feira tornar seus comitês de seleção transparentes “para descartar qualquer suspeita de falta de diversidade ou paridade” entre os sexos.

Eles pediram a outros festivais internacionais de cinema que sigam o exemplo.

Mostre mais

# Fabiana

Fabiana é jornalista.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo