DestaqueManchetesMundo

Jornal de Goiânia – Filipinas aproveita centenas de animais contrabandeados

Funcionários filipinos colocaram o valor de mercado das criaturas confiscadas em US $ 192.000

As autoridades apreenderam na terça-feira centenas de animais exóticos contrabandeados para as Filipinas, que é um centro regional no comércio ilícito de animais.

O cache de cerca de 300 criaturas, que incluiu planadores de açúcar esquilo, wallabies e uma espécie ameaçada de cacatua, foi um dos maiores bustos da vida selvagem do país.

“Em termos de animais vivos, este foi provavelmente um dos nossos maiores (capturas)”, afirmou Rogelio Demelletes, funcionário do governo, à AFP.

Quatro suspeitos foram presos no ataque que apresentaram animais nativos da Austrália, Indonésia e Papua Nova Guiné.

O transporte também incluiu sete pássaros vermelhos do paraíso e 26 cacatuas moláquicas, que o monitor de vida selvagem da UICN considera estar em alto risco de extinção na natureza.

As autoridades filipinas colocam o valor de mercado das crias confiscadas em US $ 192.000, o que é mais do que toda a vida selvagem viva de Manila no ano passado.

Como a convenção global sobre comércio de animais selvagens lista a cacatua moláquina como uma espécie ameaçada de extinção, os suspeitos enfrentam até 12 anos de prisão, se condenados sob o ato da vida selvagem do país.

Apesar da lei, as Filipinas têm um crescente comércio ilegal de vida selvagem, cada vez mais negociadas em plataformas de redes sociais.

Jornal de Goiânia – Filipinas aproveita centenas de animais contrabandeados
5 (100%) 1 vote
Tags

# Vânia Lopes

Vânia Lopes é jornalista.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *