Jornais de Goiás – Estudo aponta que fungo causador de morte em anfíbios é originário da Ásia

O Brasil Rural conversou com Felipe Toledo, professor do Instituto de Biologia da Unicamp. O professor abordou um estudo científico que identificou a origem do fungo letal de anfíbios. Segundo estimativas, o fungo teria sido a causa de extinção de 200 espécies, sendo 15 brasileiras.

De acordo com ele, os estudos, que envolveram várias instituições do mundo, sendo a Unicamp a única representante do Brasil, apontaram a Ásia como país de origem do fungo Batrachochytrium dendrobatidis (Bd). Ele teria se espalhado para o mundo a partir da comercialização internacional da carne de rãs.

Os anfíbios são muito sensíveis. Absorvem facilmente poluição, radiação e contaminação pela pele. Segundo o professor, os anfíbios estão diminuindo, tanto em número quanto em espécies.

Na agricultura, eles comem as pragas, diminuindo o uso de agrotóxico.

“Quando a gente diminui os anfíbios, a gente vai ter um problema também de saúde pública,  [problema] na agricultura e isso aí vai ficar também um problema econômico”, destacou.

Para evitar a proliferação, ele sugere o controle de produção de rãs, para saber se há infecção.

Ainda estão sendo coletadas informações a respeito desse patógeno, mas a transmissão da doença é feita pela água ou contato direto entre os animais.

 

Ouça no player abaixo:

Mostre mais

# EBC

EBC

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo
Fechar